O que são dividendos e para que eles servem?

Postou em

Você sabe o que são dividendos? É bem provável que já tenha ouvido falar nesse termo, afinal, ele é muito recorrente quando se trata de finanças e investimentos, porém, nem sempre é compreendido corretamente. 

De maneira simplificada, dividendos são proventos, isto é, são parte dos lucros obtidos por uma empresa que se dividem entre os acionistas. Mas há muito mais para entender sobre eles. 

No post de hoje, vamos te explicar como funcionam os dividendos, quais são os tipos existentes e como investir nesses proventos. Continue a leitura para conferir tudo!

O que são dividendos: saiba como eles funcionam

Como dissemos acima, dividendos são proventos. E proventos, como sabemos, são remunerações. 

Imagine, agora, que você tenha comprado ações de uma corporativa, logo, você será um dos sócios, certo? Os ganhos que ela conseguir em determinado período será repartido para todos os associados, de maneira proporcional ao que cada um investiu.

Empresas bem estabelecidas no mercado fazem o pagamento de dividendos como estratégia para atrair mais investidores, além, é claro, de compensar seus acionistas. 

Você deve estar se perguntando como esses proventos são pagos, acertamos? Bom, os dividendos podem ser pagos em dinheiro, com direito a propriedades ou ações, de modo anual, por mês ou trimestral. Vai depender de cada empresa. 

Empreendimentos, em geral, costumam fazer o pagamento de dividendos por alguns motivos:

● Para reinvestir os ganhos em projetos, quitar dívidas e comprar novas ações;

● Pagar uma parte do que foi lucrado aos sócios, como explicamos;

● Investir novamente e, depois, dividir as partes entre os associados. 

No Brasil, segundo a legislação, 25% do lucro líquido deve ser repartido entre os acionistas. 

Saiba quais são os tipos de dividendos

tipos de dividendos

Você viu que o pagamento dos proventos pode ser feito de diferentes formas. Por isso, vale conhecer quais os tipos de dividendos para compreender como tudo isso ocorre. Confira:

Em dinheiro: há duas opções nesse caso, é possível cotar o pagamento em reais ou em porcentagem. Em algumas situações, os investidores têm a possibilidade de usar o que receberam para comprar mais ações da mesma empresa;

Em ações: aqui, em vez de pagar em dinheiro, o investidor ganha mais ações de determinada corporativa;

Direitos de subscrição: se uma empresa lançar novas ações, ela permite que seus associados invistam antes do mercado e com preços mais baixos do que serão cobrados;

Dividendo especial: o pagamento especial acontece quando se verifica um lucro fora da curva, como é chamado. Ou seja, quando percebido um aumento no caixa da empresa após alguma venda de ação, ela pode compartir esse valor com seus sócios;

JCP (juros sobre capital próprio): esse é um tipo de provento, na verdade, que é mais ou menos semelhante aos dividendos. Com o JPC, a pessoa que investe tem um tributo de 15% do Imposto de Renda contido na fonte;

Bonificação: se quiser, uma empresa também pode fazer um pagamento adicional ao associado. 

Como os dividendos são calculados?

como dividendo são calculados

A quantidade de provento depende completamente da organização financeira da companhia, já que o pagamento é feito com o valor líquido dos lucros, quer dizer, com o que sobra depois de analisar todos os descontos. 

Os valores ficam visíveis na própria Bolsa de Valores e também nos relatórios que devem ser entregues a cada um dos sócios. 

Os dividendos, normalmente, são calculados por ações. Delimita-se uma quantia para cada ação que, no final, é somada e se atinge um valor. Você pode ter 100 ações e receber 5 reais do seu dividendo anual em cada uma delas. Mas esse é só um exemplo. 

Para deixar o processo mais claro e ter mais controle sobre os números, vale a pena criar uma agenda de dividendos. Basta inserir os seguintes pontos: nome da empresa, evento, valor, data ex e data de pagamento. 

E aí, deu para compreender o que são esses proventos? Para todos os casos, o mais importante é conhecer bem a empresa na qual você pretende investir e saber se ela é uma boa pagadora. Por isso, faça uma pesquisa completa antes de começar e se planeje.

Esperamos que esse post tenha sido útil! Para conferir outros artigos com conteúdos relacionados, é só continuar acompanhando nosso blog. Toda semana publicamos uma nova postagem repleta de informações e dicas sobre o universo dos investimentos para você. 

Últimos Artigos sobre Finanças e Empréstimo Online

Posts relacionados

prev_butt

Postou em

Como já comentamos em alguns textos aqui no blog da Credjet, a pandemia do Covid-19 atingiu diferentes campos da nossa sociedade moderna. Negócios, comércio e economia estão sofrendo com essa crise que não nos apresenta um cenário promissor, mas e o planejamento de gastospessoais, como ele fica nesse momento?

leia mais >>

Postou em

Está com o “nome sujo”? Conheça as dicas para renegociar dívidas

A falta de um bom planejamento financeiro é um dos principais motivos para o alto índice de dívidas no Brasil. Pouco mais de 60 milhões de brasileiros têm contas atrasadas, segundo dados do Serasa Experian. Apesar de poucos saberem como realmente se livrar desse peso, renegociar dívidas não é tão difícil quanto parece.

leia mais >>

mulher executiva sorrindo com notebook na mesa

Postou em

Se você é um empreendedor com certeza entende a importância de manter um capital de giro. No entanto, também deve saber que nem sempre isso é possível. Veja, a seguir, como funciona um empréstimo empresarial.

leia mais >>

next_butt