Entenda o que é Fundo Multimercado e se o investimento vale a pena

Postou em

O Fundo Multimercado é uma opção de investimento de médio risco, ideal para quem deseja arriscar um pouco mais e ter flexibilidade em suas aplicações. Pode oferecer um rendimento mais alto por apresentar métricas mais instáveis - e, quando se trata do seu dinheiro, queremos apresentar os melhores cenários!

Quem decide investir seus recursos financeiros em um tipo de aplicação deseja obter lucro em um determinado período de tempo, certo? Aqui, no blog da Credjet, já explicamos como funcionam os Fundos de Investimento e como escolher a melhor opção para você com base na análise de risco.

No post de hoje, vamos apresentar com mais detalhes os Fundos Multimercados: o que são, como funcionam, suas vantagens e quais rendimentos oferecem. Para saber se essa é uma alternativa adequada para seus objetivos, acompanhe a leitura e tire suas dúvidas!

O que são Fundos Multimercados?

Como todo Fundo de Investimento, os Fundos Multimercados são caracterizados por um grupo de cotistas que decide aplicar recursos financeiros variados, sob a tutela de um gestor que organiza uma série de regulamentações para que o processo funcione. Tanto os lucros quanto as perdas são compartilhados entre todos, de forma proporcional aos investimentos.

Este tipo de aplicação é conhecido por ser extremamente flexível, já que o gestor pode disponibilizar diferentes tipos de ativos para o investimento do dinheiro, como ações, renda fixa, câmbio e outros. Isso permite atingir diversos mercados e multiplicar a possibilidade de lucro.

Essa liberdade é uma das vantagens que o fundo proporciona, permitindo o desenvolvimento de inúmeras estratégias - incluindo a alavancagem, para impulsionar a rentabilidade. É ótimo para quem não consegue se decidir por uma aplicação ou não quer ficar “preso”.

Pensando nos riscos, se posiciona entre as alternativas conservadoras, como os Fundos de Renda Fixa e as opções mais ousadas, como o mercado de ações. Entenda, a seguir, como se dá o funcionamento deste fundo.

Como funciona o investimento em Fundos Multimercados?

duas mulheres olhando notebook

Conforme mencionado anteriormente, o gestor desse fundo pode aplicar diversas estratégias para fazer seu dinheiro render, com sua autorização. Por isso é essencial que você se mantenha informado sobre as políticas que guiam esse processo, já que elas são pré-definidas e conseguem ajudar a trazer alguma estabilidade.

Como a característica principal do Fundo Multimercado é a versatilidade, é mais difícil prever os possíveis cenários. Os ativos podem ser valorizados ou desvalorizados rapidamente - prepare-se para essa variação! Neste momento, é importante confiar no conhecimento do gestor.

É ele quem vai equilibrar os investimentos e decidir se age de forma mais comedida ou mais agressiva, dependendo das possibilidades do setor. Não há a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), mas é bem raro acontecer algum tipo de calote por parte do administrador ou a falência do grupo.

Apesar da imprevisibilidade, apresenta uma das melhores relações entre risco e rentabilidade do mercado.

Quanto rende o Fundo Multimercado? Vale a pena investir?

sinal de positivo com mão

Todo o processo de investimento em um Fundo Multimercado envolve a volatilidade, inclusive os rendimentos. Não há como calcular os lucros porque tudo depende dos ativos escolhidos, das variações do mercado e da administração do grupo.

Pode ser que o retorno financeiro chegue a curto prazo, se as estratégias adotadas forem mais agressivas. Pode ser que você perca dinheiro antes de ganhar, mas o lucro é certo: como são diversas aplicações, alguma delas tem de dar resultado!

Neste cenário, caso um ativo desvalorize, é possível manter sua rentabilidade média com a valorização de outros. Pensando nisso, é importante distribuir de forma inteligente seus recursos financeiros entre as aplicações.

Além da possibilidade de altos lucros e da diversificação de ativos, há diversos benefícios que fazem valer a pena investir em Fundos Multimercados, como:

- Contar com a gestão de alguém que entende do mercado e desenvolve as melhores estratégias para o seu dinheiro render;

- Alinhar diversos objetivos em um só investimento, já que cada ativo rende de forma diferente;

- Ter alternativas de alta e baixa liquidez.

A parte nem tão vantajosa é o alto custo do fundo, pois há taxas de administração e de performance. Consulte os valores antes de fechar negócio para não se arrepender depois. 

O ideal é ter uma reserva de emergência caso os resultados a curto prazo não sejam satisfatórios.

A única contraindicação desse investimento é para quem gosta de segurança e previsibilidade. Se você tem os recursos necessários e não tem medo de arriscar, é o momento certo para fechar negócio!

Na hora de escolher a opção mais adequada para você, avalie o prospecto - os objetivos do grupo e as políticas que guiarão as ações do gestor -, os níveis de risco do fundo, o valor para a aplicação inicial, as taxas que devem ser pagas, a quantia mínima exigida para movimentar sua conta e a liquidez do resgate.

Para aprender ainda mais sobre investimentos e guiar seu planejamento financeiro, continue acompanhando os artigos da Credjet!

Últimos Artigos sobre Finanças e Empréstimo Online

Posts relacionados

prev_butt

Postou em

Como já comentamos em alguns textos aqui no blog da Credjet, a pandemia do Covid-19 atingiu diferentes campos da nossa sociedade moderna. Negócios, comércio e economia estão sofrendo com essa crise que não nos apresenta um cenário promissor, mas e o planejamento de gastospessoais, como ele fica nesse momento?

leia mais >>

Postou em

Está com o “nome sujo”? Conheça as dicas para renegociar dívidas

A falta de um bom planejamento financeiro é um dos principais motivos para o alto índice de dívidas no Brasil. Pouco mais de 60 milhões de brasileiros têm contas atrasadas, segundo dados do Serasa Experian. Apesar de poucos saberem como realmente se livrar desse peso, renegociar dívidas não é tão difícil quanto parece.

leia mais >>

mulher executiva sorrindo com notebook na mesa

Postou em

Se você é um empreendedor com certeza entende a importância de manter um capital de giro. No entanto, também deve saber que nem sempre isso é possível. Veja, a seguir, como funciona um empréstimo empresarial.

leia mais >>

next_butt