FGTS inativo: consulta rápida e fácil!

Postou em

O governo federal anterior liberou, em 2016, o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) para que os trabalhadores pudessem sacar o dinheiro das contas inativas. Isso aconteceu com o intuito de fazer a economia brasileira movimentar e “dar uma força” para que os brasileiros conseguissem pagar suas dívidas. Os saques deveriam ser realizados até 31 de julho de 2017.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço foi uma iniciativa criada com o objetivo de proteger o trabalhador caso seja demitido sem justa causa, por meio da abertura de uma conta vinculada ao contrato trabalhista.

Essa abertura de conta funciona justamente como um fundo de garantia, como o próprio nome diz, na qual o empregador deposita, mensalmente, 8% do salário de cada funcionário, em nome dele.

Assim, o FGTS corresponde ao total depositado – por mês - do salário do colaborador. Não se trata de um benefício, mas sim de algo que o pertence por direito. Por isso, o trabalhador pode ter acesso caso seja desligado da empresa.

Como sacar o fgts inativo em 2019

analise de graficos

No dia 24 de julho de 2019, o governo anunciou a liberação do saque do FGTS e do Pis-Pasep para que haja circulação na economia brasileira. Com a liberação, os empregados poderão realizar o saque de até R$ 500 em contas ativas e inativas, a partir de agosto de 2019 até março de 2020.

A razão da liberação consiste na existência de cerca de 260 milhões de contas de FGTS inativas e, dentre essas contas, 80% com valor máximo de R$ 500. Portanto, liberar o saque faz com que seja aplicado cerca de R$ 30 bilhões no mercado em 2019 e, consequentemente, a economia dê uma aquecida.

Mas do que se trata exatamente o FGTS inativo? Veja a seguir!

O que é FGTS inativo e como funciona

liberação do dinheiro

O FGTS inativo é basicamente uma conta de fundo de garantia que deixou de receber depósitos por parte do empregador, e isso ocorre se houver demissão por justa causa ou desligamento por vontade própria do funcionário.

Antes de tudo, é importante entender como a conta do FGTS se torna inativa. Acontece quando o trabalhador se demite ou é demitido sem justa causa, mas, ainda assim, o dinheiro que nela se encontra é de direito do trabalhador.

Então, se sua conta ficou inativa, saiba que você tem direito a esse dinheiro!

Quem tem direito ao FGTS inativo?

Existem prazos em que o governo libera para o trabalhador sacar o fundo de garantia, de tempos em tempos. Mas o período dedicado ao FGTS padrão normalmente não é o mesmo que o inativo. Por isso, é importante saber em qual caso você se enquadra para ficar atento aos prazos. 

Veja quem pode sacar o benefício!

FGTS inativo

O saque do FGTS inativo é permitido para trabalhadores de carteira assinada que foram demitidos por justa causa ou se demitiram por vontade própria até 31 de dezembro de 2015.

FGTS em 2019

É possível sacar o FGTS nas seguintes condições. Veja algumas delas:

  • Demissão por parte do empregador, sem justa causa;

  • Rescisão do contrato por fechamento do estabelecimento ou força maior;

  • Aposentadoria;

  • Necessidade urgente do trabalhador, como doença grave, inundação etc;

  • 70 anos de idade ou mais;

  • Portador de HIV (pode ser o dependente)

  • Aquisição da casa própria

  • Término do contrato

  • Doença em estágio terminal (trabalhador ou dependente).

Como saber se tenho FGTS inativo?

analise de gráficos

Existem várias formas de saber se você possui ou não o fundo de garantia inativo, seja em alguma agência Caixa, no internet banking da Caixa ou no site oficial.

Para todos os casos, é importante que você, trabalhador, tenha o número do PIS em mãos na hora de consultar o saldo FGTS - aquele, que consta na carteira de trabalho.

Confira aqui se você tem FGTS inativo.

Como realizar o saque? Saiba como!

Se você viu que tem direito de sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, provavelmente está em dúvida como fazer o saque. Normalmente, depende da quantia a ser retirada.

Se o valor for superior a R$ 3000, você deve comparecer a agência Caixa portando RG, carteira de trabalho, número de inscrição do PIS/PASEP/NIS e termo de rescisão de contrato de trabalho. Depois desse processo, o saque pode ser realizado em até cinco dias úteis.

Para valores até R$ 3000, a retirada pode ser feita nas lotéricas, nos correspondentes Caixa Aqui, nas salas de autoatendimento e nos postos de atendimento eletrônico.

No entanto, como foi mencionado, o governo liberou o saque para até $500 esse ano. Nesse caso, é bem simples: para todos que a quantia for até R$ 1500, é possível fazer a retirada no próprio autoatendimento das agências Caixa, apenas com os dados referentes ao PIS e a senha. Simples, não?

Agora, você está preparado para consultar se tem direito ao saque do FGTS inativo. Essas foram algumas dicas simples para te ajudar a entender como funciona o fundo de garantia e se você tem direito a retirá-lo. Esperamos ter ajudado!

Para ler conteúdos relacionados, confira nosso blog - você vai encontrar dicas sobre empréstimo pessoal, declaração de imposto de renda e muito mais!

Últimos Artigos sobre Finanças e Empréstimo Online

Posts relacionados

prev_butt

Postou em

Como já comentamos em alguns textos aqui no blog da Credjet, a pandemia do Covid-19 atingiu diferentes campos da nossa sociedade moderna. Negócios, comércio e economia estão sofrendo com essa crise que não nos apresenta um cenário promissor, mas e o planejamento de gastospessoais, como ele fica nesse momento?

leia mais >>

Postou em

Está com o “nome sujo”? Conheça as dicas para renegociar dívidas

A falta de um bom planejamento financeiro é um dos principais motivos para o alto índice de dívidas no Brasil. Pouco mais de 60 milhões de brasileiros têm contas atrasadas, segundo dados do Serasa Experian. Apesar de poucos saberem como realmente se livrar desse peso, renegociar dívidas não é tão difícil quanto parece.

leia mais >>

mulher executiva sorrindo com notebook na mesa

Postou em

Se você é um empreendedor com certeza entende a importância de manter um capital de giro. No entanto, também deve saber que nem sempre isso é possível. Veja, a seguir, como funciona um empréstimo empresarial.

leia mais >>

next_butt