Como declarar o imposto de renda ou fazer a restituição

Postou em

Todo começo de ano, temos as mesmas preocupações: pagar IPTU, IPVA, taxa disso, daquilo… é muita conta, não é mesmo? E para complementar, ainda tem o tão temido Imposto de Renda, que é o tributo mais abrangente entre a população brasileira.

Você sabe o que é Imposto de Renda (IR), quem deve declarar, como fazê-lo, e como restituir? Veja a seguir!

O que é Imposto de Renda?

calcule seu tributo

O IR se trata de um tributo anual que pessoas e empresas devem pagar ao governo federal de acordo com seus ganhos, sendo um processo que exige bastante atenção, tempo e organização do contribuinte para não receber multas ou pagamentos indevidos.Como a data de entrega do imposto de renda deste ano já passou, é hora de começar a se organizar para o ano que vem, assim, não terá problemas na hora de declarar seus ganhos para a Receita.

O tributo que as pessoas e empresas devem pagar, varia de acordo com os rendimentos anuais declarados: quem, durante o ano, recebe uma renda maior, contribui com uma quantidade maior e quem recebe uma renda menor, contribui com menos. Assim, podemos definir o valor com um desconto anual sobre rendas do trabalhador brasileiro, incluindo salário, aluguel e investimentos.

Caso você se enquadre no quadro de pessoas que deve declarar o IR ao governo e não cumpra com esse compromisso, será penalizado por isso. Veja quem deve fazer a declaração e se você está incluso!

Quem deve declarar o Imposto de Renda?

Como já estamos na segunda metade do ano, está na hora de começar a se programar para declarar o Imposto de Renda para 2020. Veja quem é obrigado a contribuir!

  • Quem, de janeiro a dezembro de 2019, tiver uma renda tributável superior a R$ 28.559,70;
  • Quem realizar operações no mercado financeiro, fazendo investimentos;
  • Quem teve ganhos sobre bens e direitos;
  • Quem tiver renda anual rural bruta acima de R$ 142.798,50
  • Quem tiver posse de bens cujo valor ultrapasse R$ 300.000,00.

Para os trabalhadores brasileiros, a alíquota do IR é retida mensalmente no salário, mas uma vez por ano. Ainda assim, deve ser feita a declaração para a Receita Federal analisar se o cidadão está pagando menos ou mais do que deveria. Com o governo atual, a tabela de alíquota foi atualizada: antes, quem recebia R$ 1903,99 já era obrigado a contribuir; a partir de 2020, quem recebe até R$ 3.556,56 está isento de pagar o tributo.

Se você se enquadra nos contribuintes, sabe como declarar? Confira!

Como declarar o Imposto de Renda?

contabilize seus custos

Se você é obrigado a declarar os impostos, é bom ir se organizando desde já. Saiba as informações necessárias e documentos para se ter em mãos, na hora de fazer a declaração para a Receita Federal:

  • Salários e vencimentos;
  • Pensões e aposentadoria;
  • Recibos em geral: pagamentos, doações,etc.
  • Documentos de bens (casa, carro etc), dívidas, etc
  • Rendas variáveis;
  • Dados pessoais e bancários.

A boa notícia é que existem diversas formas de declarar a renda, e todas sem sair de casa.

- A primeira é no computador, no site da Receita Federal: site > Centro Virtual de Atendimento > Meu imposto de Renda.

- A segunda forma é no aplicativo “Meu Imposto de Renda” , disponível da Google Play e Apple Store.

- E a terceira estará disponível apenas em 2020, no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

Então o processo é simples: analise seus ganhos, veja se eles precisam ser declarados e faça a declaração via internet. Se você se organizar bem, não vai pagar mais do que deve, afinal, os impostos no Brasil já são altos demais para pagar valores indevidos, concorda?

Se por acaso você já passou por isso e deseja restituir seu dinheiro, saiba que é possível restituir o valor que foi pago a mais. Saiba como! 

Como restituir o Imposto de Renda?

contabilize seu dinheiro

A restituição do Imposto de Renda é nada mais, nada menos, do que a devolução do valor do Imposto de Renda que foi pago sem necessidade.

Como o cálculo do valor do imposto cabe à própria pessoa, muitas vezes, ele é pago a mais do que deveria à Receita. Isso acontece, por exemplo, porque a maioria dos contribuintes já têm o imposto descontado diretamente de seu pagamento e acabam recalculando no final do ano, pagando a mais. Essa diferença consta como um saldo a ser devolvido ao contribuinte.

O lado positivo é que, se você tiver pago um valor maior, é possível resgatá-lo pela Receita Federal! Consulte aqui seu CPF para saber se há imposto a ser restituído e, se tiver, você tem que declarar o valor para que seja reajustado de acordo com a taxa Selic. Feito isso, o depósito é feito na sua conta.

Está preparado para organizar seus gastos e calcular seus impostos!?

Esse post foi útil para você? Então continue acompanhando o blog da Credjet para receber mais conteúdos relacionados!

Últimos Artigos sobre Finanças e Empréstimo Online

Posts relacionados

prev_butt

Postou em

Como já comentamos em alguns textos aqui no blog da Credjet, a pandemia do Covid-19 atingiu diferentes campos da nossa sociedade moderna. Negócios, comércio e economia estão sofrendo com essa crise que não nos apresenta um cenário promissor, mas e o planejamento de gastospessoais, como ele fica nesse momento?

leia mais >>

Postou em

Está com o “nome sujo”? Conheça as dicas para renegociar dívidas

A falta de um bom planejamento financeiro é um dos principais motivos para o alto índice de dívidas no Brasil. Pouco mais de 60 milhões de brasileiros têm contas atrasadas, segundo dados do Serasa Experian. Apesar de poucos saberem como realmente se livrar desse peso, renegociar dívidas não é tão difícil quanto parece.

leia mais >>

mulher executiva sorrindo com notebook na mesa

Postou em

Se você é um empreendedor com certeza entende a importância de manter um capital de giro. No entanto, também deve saber que nem sempre isso é possível. Veja, a seguir, como funciona um empréstimo empresarial.

leia mais >>

next_butt